Pato Branco se destaca na geração de empregos no Paraná

0
119

Pato Branco é destaque na geração de empregos no Estado. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, divulgado no fim de junho, o município de pouco mais de 80 mil habitantes fechou os primeiros cinco meses de 2019 com 1.894 vagas abertas.

É uma espécie de intruso no top 5 paranaense em geração de empregos, composto basicamente pelas cidades mais populosas do Estado – Curitiba (1.038 postos de trabalho), Maringá (3.955), Cascavel (2.072) e São José dos Pinhais (1.478) completam o grupo. Ainda de acordo com o Caged, em Pato Branco, em 2019, os setores que mais se destacaram na criação de postos de trabalho foram a construção civil, indústria de transformação e toda cadeia produtiva ligada à indústria frigorífica e de fogões do município.

Economista do Departamento do Trabalho da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Suelen Glinski explica que há mais motivos para se comemorar o resultado de Pato Branco. O município se mantém desde 2016 entre os principais polos geradores de emprego do Estado, mesmo com os indicadores mostrando que com o início da recuperação da economia no País, os grandes centros urbanos voltaram a ser os principais puxadores de emprego.

Em 2017, por exemplo, a cidade do Sudoeste foi quem mais abriu vagas no Paraná com 2.119 postos. “A geração de empregos formais em 2016 e 2017 se manteve nos municípios menores do Estado em função da crise nacional que afetou as grandes cidades do País”, afirmou a economista. “Em 2018, os municípios passam a apresentar saldos positivos maiores de empregos formais, o que já demonstra a recuperação da economia do Estado, em especial nos grandes centros urbanos”, completou.

Aeroporto

Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pato Branco, Osmar Braun Sobrinho relaciona ainda um outro fator ao bom rendimento: o novo aeroporto da cidade, inaugurado em janeiro deste ano. O Aeroporto Municipal Juvenal Loureiro Cardoso conta desde o começo de 2019 com voos regulares para Curitiba, com capacidade para até 70 passageiros, todas às quintas-feiras. É a primeira ligação direta de avião entre o Sudoeste do Paraná e a capital paranaense. O aeroporto mais próximo era o de Chapecó (SC), a 120 quilômetros de distância de Pato Branco. O de Foz do Iguaçu está a cerca de 300 quilômetros. “O Sudoeste é muito forte e com essa logística muitas indústrias estão vindo conversar para se instalar aqui. O transporte aéreo é um grande vetor de desenvolvimento”, ressaltou o secretário. A partir de agosto, os voos ligando Curitiba a Pato Branco passam a ser diários, com exceção do sábado, aumentando o otimismo de toda a região.

Desenvolvidas

Pato Branco é uma das cidades mais desenvolvidas do País. O município ocupa o 4º lugar do Paraná no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), com destaque para a saúde, educação e geração de emprego e renda. Entre os 5.571 municípios brasileiros, Pato Branco assume a 19ª posição, liderando na região Sudoeste do Paraná, com índice de 0,8737. Divulgado em 2018, o levantamento tem como ano-base 2016. No estudo que possuía como referência o ano de 2013, a cidade ocupava a 51ª posição no ranking nacional.

Informações: AEN